1+
         
Marketing Digital

Por Delvair Macedo - 18/08/2016

Como definir qual é o Tom de Voz da sua empresa?

Definir o tom de voz da sua marca cria uma sintonia entre o branding e a linguagem escrita e falada, e essa linguagem pode estar presente tanto em campanhas como em atendimentos, respostas automáticas, redes sociais e todos os outros momentos onde há um diálogo com o cliente.

Já explicamos o quão importante o conteúdo é para trazer engajamento para sua marca e como um guia de conteúdo pode ajudar na criação do mesmo. Definir o tom de voz de sua marca define um padrão na linguagem, algo muito importante de pensar quando está se dirigindo ao seu público-alvo.

Tom de Voz para a Marca

O que é Tom de Voz?

É o tipo de mensagem que você procura passar e como irá abordá-la. Definir o seu tom de voz é mostrar quem você é e quem quer ser, criando, assim, um relacionamento com o seu cliente. Uma comunicação real e humana traz fidelidade a sua marca, pois, mais do que clientes, você estará conquistando “fãs”. Há alguns pontos para levar em consideração para determinar, mas antes, você deve ter as respostas das seguintes perguntas:

  • Quem é a minha marca?
  • No que ela acredita?
  • Quais são os seus valores?
  • No que ela se difere de outras do mesmo segmento?
  • Qual é a personalidade dela?
  • Quem é o meu público?

Tendo esses pontos definidos de forma objetiva, partimos para o próximo passo. Porém, é importante destacar os significados de Tom e Voz em particular e como defini-las.

Voz

A voz de sua marca deve ser consistente e representar de forma fiel a sua personalidade. Como se fosse um “ponto de vista”, ela se mantém sempre a mesma. Dentro disso, é preciso levar em consideração fatores em sua maioria gramaticais. Pense nas respostas que foram dadas acima. Com base nelas, você saberá montar seu conteúdo com base nas seguintes premissas:

  • Linguagem formal ou casual?
  • Usar gírias ou evitar?
  • Há alguma palavra comum no vocabulário da própria marca?

Tom

Diferentemente da voz, o seu tom pode mudar de acordo com a situação, pois depende da atitude que será passada na sua mensagem. É como o emocional de sua marca, ou seja, representa o sentimento que será passado ao cliente no conteúdo. Assim, avaliamos fatores como:

  • Usaremos sarcasmo?
  • Seremos super amigáveis?
  • Carinhosos e engraçados?
  • Sérios e diretos?

Tom e Voz em teste

Após compreender isso, faça um exercício: defina a sua voz em três palavras. Por exemplo:

“Somos amigáveis, engraçados e confiantes.”

Após, complemente essas palavras com uma curta frase que defina algo que a mesma não significa. Por exemplo:

  • Amigáveis, mas não desleixados.
  • Engraçados, mas não bobos.
  • Calmos, mas não passivos.

Um exemplo de Tom de Voz planejado para o seu público é a loja virtual Ovelha Negra, uma loja de lingeries com caráter feminista. Com design de conteúdo desenvolvido pela Mentores, a marca consegue abordar assuntos de forma muito próxima a suas consumidoras, com linguagem voltada para as mesmas, desde os títulos até o corpo dos textos, e sem perder os focos das mensagens. Veja como se comporta:

  • Ousada, mas não exagerada.
  • Confiante, mas não arrogante.
  • Feminina, mas não delicada.

“Ovelha” é como a marca se volta a sua cliente, enquanto “Rebanho” é como definem quando a mesma virou uma consumidora da marca, entrando para o “grupo”.

Por fim, outra forma de exercitar. Pense em exemplos reais que podem ocorrer no seu conteúdo. O Mailchimp apresenta em um guia de Tom e Voz situações comuns e como eles reagem, de acordo com o Tom de Voz definido da marca. Um bom jeito de exercitar também, é simulando várias ocasiões de diálogo com o seu cliente, treinando da seguinte maneira:

Minha voz é: amigável e simpática.

Um exemplo: “Ei, o seu carrinho está vazio! Que tal conferir os nossos produtos e enchê-lo?”

Não escrevemos assim: “Não há produtos no carrinho.”

Porque: uma linguagem amigável com o consumidor o atrai para a marca e, consequentemente, para a ação que está indicada na mensagem, criando uma relação próxima.

Concluindo

Manter o padrão na linguagem da sua marca mantém a qualidade de seu conteúdo. E um conteúdo bom atrai engajamento a sua marca além de fidelizar os seus clientes. Por mais que pareça trabalhoso, é importante trabalhar na mensagem que sua marca passará e como irá passar. Exercitar o seu tom e a sua voz nos conteúdos só permite um melhor conhecimento próprio e do seu público, fatores cruciais para quem procura resultados positivos.

Veja Também